Vassouras

sábado, 11 de junho de 2011

Celebrações


 

 

A Celebração seja qual for sempre implica na ritualização daquilo que é celebrado.É um rito pequeno ou grande, mas que com certeza para quem celebra é grandioso.

 

Mas por que essa necessidade, é de hoje?
Não, desde que o ser humano tomou consciência de si como individuo e se diferenciou das demais espécies se fez premente para ele celebrar alegrias e angústias.

Ritualizar e tornar assim sagrado aquele instante longo ou curto, em que o celebrado é algo imbuído de energias positivas, mesmo quando a celebração é a passagem deste mundo para um outro, esse rituar nós humaniza e espiritualiza, ou no mínimo nos torna mais abertos ao contato com cada um e os outros.

Celebrações tornam o cotidiano mais sútil e lúdico, o fazem adquirir para os seres ritualísticos e celebrantes, um valor a mais dentro das nossas vidas cíclicas.

Devemos expandir nossas celebrações convencionais para todos os dias, pensar que é válido celebrar nossos atos, fracassos e acertos. E principalmente celebrar-nos como seres que possuem a consciência de ser, o que nós fortalece como indivíduos.

Que as celebrações cheguem a cobrir nossos dias! 

Luciana

2 comentários:

  1. Tá lindão esse blog, hein gente! =)

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Lú, somos blogueras assumidas ahahaha! amamos escrever, ler, ter!

    Bem-vinda sempre!

    ResponderExcluir

Bola de Cristal