Vassouras

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Comidas para Bast, Ísis e Hécate

 

Minha grande amiga veio em casa e Bast, Ísis e Hécate são as deusas dela. Para entrar em contato, fizemos este banquete homenageando as três deusas.

Manjubas para Bast

Ingredientes:

· Uma bandeja de manjubas

· Sal e pimenta moída na hora001

· Vinho branco

· Limão

Molho de Alho:

· 1 alho amassado

· Maionese

· Sal e pimenta moída na hora

· Endro

· Noz moscada

Modo de Preparo:

Tempere as manjubas com todos os ingredientes e deixe alguns minutos. Depois, frite-as em óleo quente.

Molho de Alho:

Num processador misture o alho, a maionese, o sal e a pimenta. Jogue por cima o endro e a noz moscada.

Cestinhas de Dona Hécate

Ingredientes:

· 300 gr. carne moída

· ½ cebola roxa picada006

· 1 alho picado

· Tremoço a gosto

· Azeitonas pretas cortadas

· Catupiry

· Parmesão ralado

· Cestinhas de massa

Modo de Preparo:

Frite o alho e a cebola picados. Quando estiverem dourados, acrescente a carne moída e frite até que saia toda a água. Depois, coloque o tremoço e as azeitonas. Tempere com sal e pimenta. Nos cestinhos coloque catupiry, a carne e o parmesão. Coloque num forno pré-aquecido a 180° C até que o parmesão derreta. E sirva a seguir.

Macarrão Asas de Ísis

Ingredientes:

  • 300 gr. fetuccine
  • Óleo
  • Sal 011

Molho Asa de Isis:

  • 300 gr. de camarão
  • 1 vidro creme de leite fresco
  • 1 limão (suco e raspas)
  • 1 colher (sopa) maisena num copo de leite
  • Salsinha
  • Sal e pimenta moída na hora

Modo de Preparo:

Cozinhe o fetuccine conforme embalagem com óleo e sal e reserve.

Molho Asa de Isis:

Frite os camarões até ficarem rosados, acrescente as raspas e suco de limão, o creme de leite, sal e pimenta. Para engrossar coloque a mistura de leite e maisena. Sirva com o fettucine e honre a grande mãe Isis.

Brigadeiro de Paçoca

Ingredientes:

  • 1 lata de leite condensado 024
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 5 paçocas (tipo rolha) amassadas

Modo de Preparo:

Misture tudo e vá mexendo até que desgrude da panela. Deixe esfriar.

Depois coloque manteiga nas mãos, como se fosse um hidratante. E amasse outras paçocas numa tigela. Vá pegando uma colher, pouquinho por pouquinho, faça bolinhos com as mãos e enrole nas paçocas amassadas. Pronto? Entregue à Deusa e mande bala.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Sekhmet: a urgência de viver

 

A raiva na nossa sociedade atual é visto como algo censurável. Na verdade, é um sentimento que merece respeito como qualquer outro. Pensando nisso fizemos um almoço em honra a Sekhmet.

Sekhmet 3Conhecida também como Sekhmet, Sachmet, Sakhet, Sekmet ou Sakhmet (“a poderosa”) é a Deusa da vingança e das doenças. Sua imagem é uma mulher com véu e cabeça de leão. É considerada a patrona dos médicos, pois cura os males que ela mesma envia. É casada com Ptah (deus construtor) e tem um filho, Nefertem (deus do perfume). Muito cultuada na cidade de Mênfis, no Antigo Egito.

Um dia Rá enviou Sekhmet para castigasse a humanidade por sua desobediência. Sekhmet executou com tanta fúria que Rá para contê-la teve que embebedá-la com vinho e, em algumas versões, uma mistura de cerveja com romã para parecer com sangue. Então ela adormeceu e Rá a recolheu.

Então pensando em carne e cerveja nosso cardápio foi o seguinte: Carne Louca, Porco com Geleia de Pimenta e Brigadeiro de cerveja. Percebemos que esta deusa tem uma urgência de viver. Além de adorar uma presa.

Salsichas do Nilo

Compramos salsichas sem saber muito bem o que fazer com elas. Como não cabia no prato principal, resolvemos fazer uma pré-entrada, para comermos durante a preparação da comida. Muito simples, mas fica ótimo.

Ingredientes:025

· Salsichas alemãs de porco

· Mostarda Dijon

· Pimenta vermelha fresca picada sem sementes

· Queijo gorgonzola

· Noz Moscada

· Azeite

Preparo:

Esquente uma chapa de ferro. Quando estiver bem quente, corte a salsicha em rodelas e coloque para grelhar. Vire depois de alguns minutos para criar uma crosta dos dois lados. Depois de pronta, monte dessa forma: primeiro a salsicha, passe por cima mostarda Dijon, encaixe uma lasca de queijo grudada na mostarda, salpique a pimenta, a noz moscada, e por último regue com azeite.

Carne Louca

Ingredientes:

· 400 gr de fraldinha

· 150 ml cerveja preta029

· 2 folhas de louro

· 2 colheres (sopa) cerveja preta

· 2 colheres (sopa) vinagre de vinho tinto

· ½ cebola roxa cortada em fatias finas

· ½ pimentão amarelo cortadas em fatias finas

· ½ pimentão vermelho cortadas em fatias finas

· 3 cogumelos in natura cortados em fatias finas

Modo de Preparo:

Corte a fraldinha em três partes e sele numa panela com azeite. Retorne a panela coloque a cerveja em seguida coloque a agua e as folhas de louro e deixe ferver em fogo baixo por 1 ½ hora.

Enquanto isso corte a cebola, os pimentões e os cogumelos. Coloque numa frigideira a cebola e os pimentões até cozinharem. Em seguida junte os cogumelos. Coloque numa vasilha os legumes mais a cerveja e o vinagre.

Quando a carne cozinhar, espere esfriar e desfie. Junte com os legumes e teste o sal. Sirva com pão.

Caça pra leoa

A receita original que nós criamos é a que vai abaixo. Na hora do preparo, fizemos algumas modificações pontuais. Esteja livre pra faze-las também!

Ingredientes:

· Uma peça de lombo de porco cortado em mantas

· 2 Limões032

· 3 Cebolas roxas

· Azeite e manteiga pra fritar

· Meia garrafa de cerveja preta (beba o resto!)

· Pimenta

· Noz Moscada

· Sal

· Geleia de pimenta

· Queijo Gorgonzola

Preparo:

Deixe as mantas marinando no suco dos dois limões e no sal por algumas horas. Frite em uma panela as cebolas picadas, com o azeite e a manteiga. Frite também a pimenta. Jogue a cerveja e deixe reduzir até a metade. Depois coloque as mantas na cerveja, a noz moscada, e ferva, jogue também um pouco de água caso precise para cobrir toda a carne. Depois de uns 20 minutos, retire os pedaços de manta e coloque numa chapa bem quente, para grelhar. Se tiver aquelas grelhas de forno, melhor. Se for uma churrasqueira, mais perfeito ainda, desde que o fogo esteja bem alto. Não jogue aquela água com cerveja fora, pois ela será utilizada depois, deixe-a no fogo reduzindo. Depois que os lombos estiverem tostados e a cerveja com pimenta reduzida, já pode montar da seguinte forma: coloque a manta, cubra ela com a redução da cerveja (que estará bem forte, então cuidado!), depois coloque fatias do queijo e por último, em cima do queijo, passe a geléia de pimenta. Está pronto.

Sekhmet Encantada

Brigadeiro de Cerveja:

· 1 lata de leite condensado

· 150 ml de cerveja clara048

· 1 colher (sopa) manteiga

Para o doce:

· 1 colher (sopa) nutella para cada vasilha pequena

· 1 colher (sopa) licor de café para cada vasilha pequena

Modo de Preparo:

Numa panela junte a cerveja, o leite condensado e a manteiga. Misture até ficar no ponto de brigadeiro de colher, mais mole que o ponto de brigadeiro.

Em vasilha pequenas coloque 1 colher de sopa de nutella e 1 colher de 1 sopa de licor de café em cada uma. Em seguida coloque o brigadeiro de cerveja. Sirva gelado.

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Comemoração de Ostara

 

9824fa3515_42937424_o2Ostara, a nossa linda Primavera, comemorada no dia 21 de Setembro no hemisfério Sul e 21 de Março no Hemisfério Norte. Relacionada as deusas Ostara (deusa alemã da fertilidade) e Eostre (deusa saxônica da fertilidade), época de cultivarmos a ressurreição e o renascimento, representados pelo coelho. Os ovos são sempre usados para decoração e como alimento. O ato de colorir e pintar ovos é mais antigo que se possa imaginar. No Leste europeu, os ortodoxos transformavam ovos em obras de arte. Eduardo I da Inglaterra presenteava seus súditos preferidos com ovos banhados a ouro. Luís XIV da França foi o precursor de se fazer ovos artificiais, de madeira, porcelana ou metal, alegrando os presenteados. Estas tradições inspiraram Carl Farbergé na criação dos valiosos Ovos Fabergé. Usamos flores, velas com as cores verde, amarelo e branco. Neste sabbat resolvemos usar capuchinha, a florzinha comestível da moda e ovos. O cardápio foi Spring Eggs (versão primaveril do Devil Eggs), Pernil com várias flores e mel e para encerrar um Creme de Ovos.

Spring Eggs

Ingredientes:

· 8 ovos

· 1 limão

· Flores de chá020

· Água

Recheio:

· 8 gemas cozidas

· Maionese

· 1 colher (chá) mostarda Dijon

· 1 colher (chá) mel

· Sal e pimenta moída na hora

Modo de Preparo:

Cozinhe os 8 ovos com flores de chá, 1 limão cortado ao meio para não manchar a panela. Quando começar a ferver, tampe a panela e cozinhe por 30 minutos. Depois descasque, espere os ovos esfriarem e reserve.

Recheio

Corte os ovos ao meio, reserve as claras e retire as gemas cozidas. Junte todas as gemas numa tigela com a mostarda, mel, sal e pimenta. Amasse as gemas e misture bem com a maionese. Coloque o resultado num saco de confeiteiro e recheie as claras cozidas cortadas ao meio.

Pernil de primavera

Esse prato ainda está em estudos. Aqui nós testamos não só temperos, mas perfumes, por isso a grande quantidade de temperos.

Ingredientes:

· Uma peça de pernil

· Um maço de alecrim

· Chá de camomila

· Anis estrelado027

· Alho

· Noz Moscada

· Bastante mel

· Pimenta fresca sem sementes (lembre-se que queremos apenas os aromas, não o ardido)

· Flor de sal

Para o recheio do pernil:

· Cogumelos shiitake

· Queijo brie

· Manteiga

Modo de Preparo:

Refogue os cogumelos na manteiga, espere a água evaporar. Quando esfriar um pouco, misture com o queijo brie picado. Depois, num socador, moa o anis estrelado, a flor de sal, a pimenta, o alho, a noz moscada já em pó, e por último coloque o mel. Corte no pernil duas cavidades, a partir do meio e indo para as beiradas, como se fossem dois bolsos, onde ficará o recheio. Passe todo o mel com temperos no pernil, besuntando-o por completo, inclusive nos bolsos. Depois recheie os bolsos do pernil com o cogumelo e o queijo. Antes de colocar na assadeira, pegue os ramos de alecrim inteiros e coloque em volta da peça de pernil, grudado a ela com o mel. Aconselhamos até mesmo amarrar o alecrim com linhas, caso você tenha. Em volta da bandeja, coloque o chá de camomila, que vai deixar tudo ainda mais aromático. Asse por 1 horas e meia coberto por um papel alumínio, e depois mais meia hora sem o papel.

Creme de Ovos

Ingredientes:

· 3 ovos

· 75 g de açúcar041

· 1 colher (chá) essência de baunilha ou pasta de baunilha

· 300 ml de creme de leite fresco

· 150 ml de leite

· Noz-moscada ralada na hora para polvilhar

Modo de Preparo:

1. Coloque os ovos, o açúcar e a essência ou pasta de baunilha numa tigela e misture. Esquente o creme de leite em uma panela, mas não deixe ferver. Despeje a mistura sobre os ovos, mexendo bem. Passe por uma peneira e coloque num recipiente.

2. Coloque a mistura em um refratário raso com capacidade para 750 ml ou em 6 tigelas individuais de 150 ml e polvilhe com noz-moscada.

3. Coloque num refratário ou as tigelas individuais em uma assadeira e preencha até 1,5 cm de altura da assadeira com agua fervente. Transfira com cuidado para o forno pré-aquecido a 150°C e asse em banho-maria até que fique firme, pode levar uns 40 minutos. Espere esfriar e sirva. Se quiser coloque mel e flores como capuchinhas.

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Odisséia de Odisseu

 

Minha lembrança mais antiga de quando quis virar pagã foi durante uma aula na escola sobre como os gregos viviam. Claro que a história que a professora usava para nos prender a atenção era a Odisséia de Homero. Foi meu primeiro contato com os deuses e heróis gregos.

Homero descreve as aventuras da Guerra de Tróia em Ilídia, e o retorno de Odisseu para sua volta pra casa na Odisséia. A história resumida: Tíndaro queria casar sua filha, Helena, e escolheu Menelau O-CANTO-DAS-SEREIAScomo genro. Com o sequestro de Helena, Odisseu foi chamado, e lá se tornou um herói, tendo até mesmo ajudado a construir o Cavalo de Tróia. Acabada a guerra, Odisseu é papel principal no segundo livro,  que conta as aventuras de seu longo retorno para Ítaca, ilha grega em que ele era rei. Um dos trechos mais marcantes é quando as sereias, com seu canto doce, tentam seduzir os marinheiros, que não morerram afogados porque Odisseu astutamente coloca cera nos ouvidos de seus marujos para que não ouvissem e nem se seduzissem, e se amarra no mastro, sem cera, porque não ia querer perder o show de sedução das sereias. Penélope espera Odisseu fielmente, mais seu pai insiste tanto que se casasse novamente que ela resolve se casar, mas que esperassem ela terminar uma peça de seu tear. Para adiar o máximo possível o acontecimento, toda noite ela desfazia em segredo o seu trabalho, para assim dar tempo para seu amado marido regressar. Odisseu retorna para casa, disfarçado de mendigo, e seu cachorro é o único a reconhecer. Finalmente ele mata os pretendentes de sua amada e volta a reinar em sua cidade.

Fizemos então um pequeno banquete: de entrada, barquetes em formato de concha com uma mistura de camarão, honrando as sereias. De prato principal uma torta irlandesa representando o Cavalo de Tróia. E para encerrar, um flan  representando a tecelagem de Penépole.

Barquete Encanto das Sereias

Ingredientes:

· 1 pacote de barquetes

· 1 pacote de camarão descascado e congelado (400 gr)sereias

· ½ cebola roxa

· ¼ vidro de leite de coco

· 1 vidro maionese

· Sal e pimenta do reino moída na hora

· Vinho branco ou espumante glam

Modo de Preparo:

Separe uns 10 camarões inteiros e cozinhe na manteiga até dourar. Reserve.

Numa panela cozinhe a cebola roxa picada, acrescente o camarão picado até dourar, coloque o espumante ou vinho branco, leite de coco e o sal e pimenta. Espere diminuir o liquido.

Numa vasilha misture o liquido e a maionese até formar uma pasta (um pouco mais mole que a maionese). Coloque nas barquetes com os camarões em cima. Consagre as sereias.

Torta Cavalo de Tróia

Ingredientes:

· 1 pacote de massa folhada 008

· 1 pacote de carne moída

· 1 batata com casca

· 1 cebola 

· 4 dentes de alho

· Manteiga

· Sal

· Pimentas cavalo

· Nos moscada

· 1 pacote de bacon

· ½ bandeja de cogumelos paris

· 1 garrafa de cerveja preta

· 1 gema de ovo com agua para untar

· Farinha de trigo para trabalhar com a massa

Modo de Preparo:

Abra a massa, com ajuda da farinha para não grudar, enforme a bandeja untada na manteiga e farinha.

Corte as batatas em cubinhos e doure na manteiga com sal. Reserve em um pirex.

Na mesma panela, jogue metade da carne moída e bacon e espere fritar. Jogue depois a cebola picada, o alho e os temperos. Depois que ficar pronto, reserve no mesmo pirex das batatas. 

Na mesma panela, ferva a cerveja até reduzir pela metade. Quando reduzir, jogue a carne com as batatas na redução e espere evaporar. Em outra panela, jogue os cogumelos picados na manteiga. Ele irá soltar agua. Espere essa agua evaporar.

A carne com a batata e a cerveja e os cogumelos serão os recheios da torta. Coloque-as na assadeira com a massa e tampe com mais massa.

Pincele tudo com o ovo misturado agua para que fique dourado depois de assado.

Coloque no forno pré-aquecido por mais ou menos uma hora, ou até a massa dourar.

Mousse Espera de Penélope

Ingredientes:

· 1 lata de leite condensado

· 1 lata de creme de leite

· 3 colheres (sopa) água de flor de laranjeira002

· 1 pacote de gelatina sem sabor

· 5 colheres (sopa) água gelada

Cobertura Novelo:

  • Mel
  • Agua flor de laranjeira
  • Endro

Modo de Preparo:

Num copo coloque a gelatina sem sabor com 5 colheres de água gelada, misture bem. Leve no micro-ondas por 15 segundos e reserve. Num liquidificador coloque o leite condensado, o creme de leite e a flor de laranjeira e bata bem. Junte a gelatina e bata mais um pouco. Coloque numa vasilha untada com água gelatina e leve na geladeira. Deixei por 3 dias.

Cobertura Novelo:

Junte a agua de flor de laranjeira, o mel e o endro e cozinhe até formar uma calda.

Coloque na mousse e sirva a seguir.

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Jornada de Orfeu

 

Meu amigo estava frustrado e resolvemos trabalhar com a frustação como o todo. Então veio o nome do semi-deus Orfeu. Orfeu, filho da musa Calíope e do deus Apolo, que lhe deu uma lira. Sendo um dos argonautas a pedido de Jasão em busca do Tosão de Ouro, que na viagem de volta com o som de sua lira silenciou o canto das sereias, responsável por naufrágio de inúmeras embarcações.

Orfeu apaixona-se perdidamente por Eurídice e casa-se com ela. Até que um apicultor Aristeu tenta seduzi-la fugindo de suas investidas, ela tropeça numa serpente que a morde a mata. Transtornado Orfeu[1]de dor, Orfeu vai descendo ao Submundo. Primeiro convence Caronte, o barqueiro a leva-lo vivo ao Rio Estinge. Em seguida adormece o feroz Cérbero, cão de três cabeças que guarda os portões. Enquanto passa pelo Hades o toque de sua lira alivia a dor dos condenados e domina monstros.

Finalmente Orfeu chega ao Palácio de Hades e cara a cara com o deus do submundo conta sua triste estória. Comovida Perséfone, convence o marido a libertar Eurídice. Hades deixa com apenas uma condição Orfeu jamais poderia olhar para trás até que sua esposa estivesse sob a luz do sol.

Orfeu parte pela trilha íngreme tocando músicas alegres e que celebravam a vida, para encaminhar a sombra de Eurídice. Até que por um momento de insegurança se vira para se certificar se Eurídice o estava seguindo. Por um segundo ele vê sua amada esposa, saindo do túnel escuro, perto da vida outra vez. Então ela vira um fantasma e volta ao reino dos mortos. Orfeu fica sete dias a margem do rio, sem comer e sem dormir, suplicando a volta de Eurídice.

Salmão representa muito o submundo então foi usado mel (representando o apicultor Aristeu) e mostarda com farinha e ervas. Para acompanhar berinjela, abobrinha temperados com um tempero Cajun (tempero de New Orleans, berço do Blues). De sobremesa fizemos um docinho em homenagem a doçura de Eurídice, como romã é um elemento do submundo fizemos uma mousse e para acompanhar um caramelo com aceto balsâmico.

Eurídice Enterrada

Ingredientes:

· 1 salmão com pele (500 grs.)

· Mostarda Dijon013

· Mel

· 1 colher (sobremesa) manteiga

· Farinha de rosca

· Orégano e Tomilho frescos

· Queijo Fresco (queijo farinhento)

· Sal e pimenta moída na hora

Modo de Preparo:

Numa vasilha misture a mostarda, o mel e a manteiga. Reserve.

Num processador misture a farinha, o tomilho, o orégano e o queijo. Reserve.

Lave o salmão e tempere com sal e pimenta. No lado da pele passe a mistura de mostarda. Coloque numa assadeira com papel alumínio e azeite o salmão. Coloque a mistura de mostarda e em seguida a mistura de farinha. Deixe no forno a 180º C por mais ou menos 20 minutos ou até ficar rosado por dentro. Sirva a seguir.

 

Ratatouille de Orfeu

Ingredientes:

  • Azeite.
  • Manteiga. 016
  • 4 dentes de alho.
  • 1 cebola.
  • 2 colheres de sopa do tempero Cajun da Bombain
  • 1 cogumelo paris máximo, aqueles gigantes.
  • 1 berinjela.
  • 1 abobrinha italiana.
  • 1\2 pimentão vermelho, 1\2 do verde e 1\2 do amarelo.
  • 2 tomates.
  • Ramos de tomilho e orégano.

Modo de Preparo:

Numa wok, esquente o azeite e jogue as berinjelas. Deixe fritando por 3 ou 4 minutos, depois adicione o alho picado, a cebola picada e depois a manteiga. Deixe fritando, depois adicione o cogumelo paris picado também. Espere o cogumelo soltar um pouco de água, depois jogue o tomate picado, depois a abobrinha, e por último os pimentões cortados. Coloque o tempeiro cajun e depois os ramos de tomilho e orégano, e deixe tudo fervendo por uns 20 minutos, mexendo às vezes. Não precisa secar completamente. Depois retire os ramos de tomilho e orégano e sirva.

Mousse Eurídice no Submundo

Ingredientes:

· 1 lata de leite condensado

· 1 lata de creme de leite019

· Sementes de romã

· 1 pacote de gelatina sem sabor

Calda de Aceto Balsâmico

· 100 ml de aceto balsâmico

· 100 grs. Açúcar

· 1 colher (sobremesa) de baunilha

· 1 colher (sobremesa) margarina

Modo de Preparo:

Coloque a gelatina sem sabor misturada com 5 colheres de sopa de agua gelada. Coloque no microondas por 15 segundos e reserve. Num liquidificador misture o creme de leite, o leite condensado e as sementes de romã, em seguida misture a gelatina. Peneire a mistura. Numa forma de plástico já molhada com água gelada, coloque a mistura. Deixe gelar de um dia para o outro.

Calda de Aceto Balsâmico:

Numa panela misture o aceto, o açúcar, margina e baunilha. Deixe cozinhar mexendo sempre por mais ou menos 10 minutos.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Banquete de Odin

 

Meu amigo Alan, filho de Odin, trouxe seu amigo Amadeu em casa. Pela forma que ele escolheu belamente um vinho Casal Garcia no supermercado, provavelmente é filho de Baco. Mais isso ele descobrirá com tempo. Então fizemos uma receita da união de Baco (banquete) com o jeitão medieval de Odin. Espero que se divirtam com esta receitinha.

Banquete de Odin

Ingredientes:

Pernil suíno de 1,5kg

2 maçãs verdes

Alho em conserva147

Gengibre ralado

Sal grosso

Mel

Vinho Tinto

Bacon

Ervas – tomilho, alecrim, orégano, manjericão, pimenta moída, cravo e canela.

Modo de preparo:

Tempere o pernil com as ervas, o gengibre e o alho em conserva. Coloque-o em uma assadeira revestida de papel alumínio. Despeje por cima o vinho tinto, o mel, depois as maçãs verdes picadas e por último o bacon. Coloque pra assar em fogo baixo (160 a 180 graus) por 3 a 4 horas e está pronto.

Para harmonizar, consiga um vinho tinto seco Casal Garcia.

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Dia do Namorados...







E o que você realiza no campo de magia e bruxaria para atiçar seus poderes de sedução nestas datas?

Convocamos a nossos leitores e simpatizantes a deixar aqui em comentários suas dicas, mandingas, encantamentos.

Após as participações publicaremos em nosso espaço com os devidos créditos!

Felizes dias para o Amor!



quinta-feira, 31 de maio de 2012

Caldeirão de Cerridwen

 

Cerridwen ou Ceridween, deusa celta, esta ligada à morte e renascimento, fertilidade, regeneração, inspiração, magia, astrologia, ervas, poesia, encantamentos e conhecimento. Seu consorte é Cernunnos e juntos representam a dualidade da natureza.

Seu caldeirão representa o poder máximo, pois como era o lugar onde ela criava suas poções, Cerridwenportanto a criação da natureza. Os bardos celtas saiam em busca do Caldeirão de Cerridwen como iniciação. Alguns acreditam que desta lenda que originou a busca do Graal.

Cerridwen também foi casada com o gigante Tegid e tinha dois filhos, uma linda donzela, Creirwy e um rapaz feio, Avagdu. Para ajudar seu filho, Cerridwen fez uma poção que duraria 1 ano e 1 dia e para isto seu assistente, Gwion deveria mexer. Acidentalmente gotas da poção espirraram na mão dele que levou a boca. Neste instante Cerridwen começa a perseguir Gwion, até ele se transformar num grão de trigo e ela numa galinha o engolindo, resultando o nascimento de Taliesin.

Eu comprei na viagem uma faca de chef e coloquei o nome dela. Fiquei com medo de ter colocado o nome errado. No dia seguinte no hotel, descobri pelo google que o nome estava certo. Quando o consagrei me cortei. Engraçado que neste momento meio que me liguei ao lado cruel de Cerridwen, o matar o animal. O sangue antes do fogo. Terça vieram uns amigos para cozinhar e os dois manejavam as facas muito bem. Ontem fazendo uma receita de cogumelos e a chamando, senti que finalmente entendi como sua faca funcionava. Ainda tenho um caminho para seguir. Mais acho que estou incorporando este aprendizado da transformação através da cozinha. Aqui vai a receita para esta linda deusa e o mel no meio do queijo, representa também a compaixão.

Caldeirão de Cerridwen

Ingredientes:

· 1 bandeja de cogumelos paris in natura257

· 1 cebola roxa pequena picada

· 300 gr queijo gruyere cortado em cubinhos

· Sal e pimenta moída na hora

· Mel

· Bacon

Modo de preparo:

Limpe os cogumelos, tire os cabinhos com a mão e reserve. Numa frigideira cozinhe a cebola roxa, em seguida junte os cabinhos do cogumelo picados até cozinhar bem. Numa vasilha junte a cebola, o queijo, sal, pimenta e um fiozinho de mel. Cozinhe o bacon mais não doure demais. Reserve.

Numa assadeira untada, coloque os cogumelos. Coloque a mistura de queijo e enfeite com o bacon. Coloque no forno a 180° C até que o queijo derreta. Consagre a grandes transformações da vida.

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Guia do Mochileiro Mágico

 

Bom acabei de voltar do maravilhoso Rio Grande Sul. Amei a comida, as tradições e especialmente 008como os gaúchos vem o mundo. Aqui vou colocar umas dicas mágicas para se fazer uma boa viagem mágica. Primeiramente vou explicar que tenho o que Raven Grimassi chama de Nanta Bag, um saquinho com elementos mágicos para se usar em qualquer situação. Eu dei uma boa simplificada e tenho um Nanta Bag muito básico, diferente do original que tem: 1 varinha ou a própria semente da árvore, 1 pentagrama cunhado em uma moeda, 1 pedra representando a terra, 1 pena representando o ar, 1 incenso, 2 velas pequenas brancas, 1 pedaço de corda com os nós, 1 pequeno copinho para o licor, 1 pequena concha, 1 símbolo da deusa, 1 porção de sal, algumas ervas, seu objeto de poder pessoal, que pode ser um amuleto e 1 cristal. No meu apenas tenho velinhas de aniversário, 1 vidrinho de azeite e 1 caixa de fósforo. Coloco na minha bolsa e quando preciso acendo. Como em viagens internacionais é proibido levar líquido na bolsa eu sugiro colocar na mala de roupa assim evita transtornos.

Vamos para as dicas de boa viagem:

  • Se possível, chegando no seu quarto de hotel acenda uma vela e peça para que você se divirta bem para Bastet e Hathor, para sua viagem estar protegida para Atlas, Cronos, Hermes e D. Hecate e para que família e amigos se precisarem ligar por algum motivo seja nas horas adequadas.Mary_Poppins_by_ladynauriel
  • Quando sair, tente sentir além da região, cultura, culinária e grupo se você estiver com algum, a Deusa nesta região. Tente absorver o local. Por exemplo, vi o plátano uma folha que representa Perséfone por toda Gramado. Como também teve o inverso o lado negro, quando andamos na Cascata do Caracol, me senti vulnerável, um ser pequeno e frágil diante da natureza. Contei para minha amiga, a explicação veio simples e rápida: “oras, você estava com o lado Kore (Perséfone antes do rapto de Hades), portanto achar que qualquer momento do chão se abriria um cavalo negro com Hades para te pegar.”
  • Tentei ouvir os deuses ao máximo para trazer lembranças mágicas para amigos e para mim mesma. Aqui alguns exemplos: uma faca de chef com nome de Cerridwen, uma faca tipo adaga com o nome de Odin, um chapéu de pelos tipo russo para uma filha de Bastet, um ovinho pintado como casa alemã para Eostre e uma romã de madeira maciça para Perséfone. É uma lista simplificada, mais com praticidade e conexão você pode trazer mimos mágicos de viagem.
  • Por fim, antes de partir, acenda a vela e agradeça tudo que você aprendeu, se divertiu e comeu durante a viagem. Eu abri com a frase: “Feliz Encontro. Feliz Partida” (Merry Meet, Merry Part). E mesmo depois de ter agradecido, ainda recebi de bônus extra um jantar de fondue com um casal de amigos.

E quando for viajar o principal é se auto conhecer um pouquinho pois facilitará na hora de gastar, ficar cansado ou de mau humor. Enfim humildade, curiosidade e conexão com os deuses são as palavras de ordem. E Feliz Partida!

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Bolo Oba Estou de Férias!!!

 

Estou de férias e como boa workaholic estava sentindo falta de meus livros de culinária, estantes e mesas. Até desacelerar demora um pouquinho. Em meio a uma programação a uma viagem para a Serra Gaúcha, economizar e relaxar é um ato árduo. Depois de vários surtos até de tê-los a gente cansa. Então acabei entrando em contato com uma deusa deliciosa Bast. Procurando algumas receitas para por aqui entre um Macarrão de Hermes para Boa Viagem e um Bolo de Café, não achando nenhum deus ou receita digna para postar ou fazer. Até que senti a própria Bast me perguntando qual era meu ingrediente doce favorito: a resposta Nutella, então veio a receita todinha na cabeça, um Bolo Simples de Baunilha com um Ganache de Nutella e M&M’s Mini enfeitando.

Bastet_Egyptian_Goddess_by_spaztic_demonBastet, Bast, Ubasti, Ba-en-Aset ou Ailuros (palavra grega para "gato”), deusa egípcia associada a fertilidade e mulheres grávidas. Tendo poderes sobre os eclipses solares. Quando os gregos tomaram o Egito, Bast foi associada a Artêmis, deixando de ser uma deusa solar para se tornar lunar. Bast esta presente desde a II Dinastia. Representada como uma mulher com cabeça de gato, um sistro numa mão (instrumento musical). Ás vezes com um grande brinco, um colar e um cesto cheio de gatos. Ás vezes sua representação é simplesmente um gato.

Minha melhor amiga é filha desta maravilhosa deusa. É bem simples caracterizar são normalmente pessoas alegres, contam piadas diante de situações trágicas, adoram dançar, comer doces, se vestir muito bem (poucas pessoas sabem mais Bast muda de forma) e outra marca registrada compradoras compulsivas. Trazem um auto conhecimento meio comédia stand-up de ser. Uma atriz que provavelmente é filha dela é Isla Fisher  de “Delírios de Consumo de Becky Bloom”. Aqui vai a receitinha. Bom divertimento!

Bolo Oba Estou de Férias!!!

Ingredientes:

· 2 xícara(s) (chá) de farinha de trigo

· 1 xícara(s) (chá) de açúcar

· 1 colher(es) (sopa) de margarina 035

· 1 colher(es) (sopa) de fermento químico em pó

· 4 unidade(s) de ovo

· 1/2 xícara(s) (chá) de leite

· 1/2 colher (es) (sopa) de essência de baunilha

Cobertura Fazendo Coisas Gostosas

· 1 Vidro de Nutella

· ½ lata de Creme de Leite

· 1 colher (sopa) manteiga

· 1 vidrinho M&M’s Mini

Modo de Preparo:

Numa tigela, misture a farinha e o fermento. No liquidificador, coloque os ovos, o açúcar, a margarina, e o leite. Bata por 2 minutos e despeje sobre a farinha com fermento. Misture bem, junte a baunilha e misture mais um pouco. Coloque a massa em fôrma de cone untada e enfarinhada. Asse por 35 minutos em forno pré-aquecido.

Cobertura Fazendo Coisas Gostosas

Coloque num refratário a Nutella, creme de leite e a manteiga. Leve ao micro-ondas misturando de 20 em 20 segundos. Quando formar uma cobertura, coloque em cima do bolo e enfeite com os M&M’s. Consagre a Deusa da Alegria e Felicidade!

sábado, 28 de abril de 2012

No tocador de cd da bruxa

Chega de Enya e Loreena McKennitt para podermos fazer nossos rituais! Precisamos de uma trilha shawnacarolque nos facilite a conectar com o sagrado feminino.
O golpe “ninja” que me ajudou a resolver esta questão foi a aquisição do excelente CD Goddess Chant de Shawna Carol. A dica foi do meu amigo Leonel, grande conhecedor de músicas da Livraria.
A música de Shawna Carol é considerada espiritual, e possibilita a conexão da mente e do espírito - uma forma “xamânica” de cura. Foi uma das poucas músicas que me fizeram relaxar. Com especial destaque a ótima Blessed Be!
Goddess Chant foi apresentado em várias partes do mundo incluindo: Nova York; Boston; Seattle; Glastonbury, na Inglaterra; Kauai; San Antonio, Texas; O Instituto Omega em Rhinebeck, Nova York, entre outros.

Curtam um pedacinho destas deliciosas músicas pagãs:

E recomendo para próximos rituais. Que Apollo e Saravasti estejam com todos!

domingo, 22 de abril de 2012

Risoto de Ganesha e Deméter

016 Minha amiga Amanda, grande conhecedora de Nora Roberts e pessoa super fofa, pediu uma receitinha mágica para ajudá-la. Possivelmente filha de Athena. Lá fomos nós no mercado. E claro comfort food venceu. Um risotinho vero italiano. Resolvemos dar um toque oriental e pedir para Ganesha, senhor dos obstáculos hindu, também muito usado por mim para ajudar a economizar e a linda senhora dos grãos Deméter trazendo prosperidade e dando colo e mostrando que a pessoa é merecedora. Amanda acendeu velas, queimou canela no caldeirão e lá fomos nós. Bebemos e conversamos. Deméter pediu para ela ter mais compaixão por si mesma.

Risoto de Ganesha e Deméter

Ingredientes:

Caldo

· Camarão

· Abobrinha012

· Cebola

· Água

· Azeite

· Canela

Risoto:

· 1 ½ xícara arroz arbóreo

· 1 cebola roxa pequena

· 3 alhos em conversa

· Manteiga

· Azeite

· Vinho branco

· Camarão

· Abobrinha

· Mascarpone

· Curry em pó

· Canela

· Sal

Modo de Preparo:

Caldo:

Frite no azeite, abobrinha, camarão, canela quando dourar coloque a água. A água fervendo abaixe o fogo. E reserve.

Risoto:

Cozinhe numa panela o camarão e reserve. Em seguida faça o mesmo com a abobrinha e reserve. Numa panela coloque a cebola, o alho com manteiga e azeite até ficar transparente. Coloque o arroz, canela e o curry e frite aí coloque o vinho até evaporar. Coloque conchas do caldo por mais ou menos 1 hora até ficar al dente. Coloque o mascarpone, abobrinha, camarão, sal e manteiga. Com o fogo desligado, feche a panela por 5 minutos e sirva a seguir.

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Divinatrice



Apresentando aqui, aos nosso leitores e amigos, num bela sexta-feira 13, meu blog pessoal:



Sempre grata,

Luciana Onofre

terça-feira, 3 de abril de 2012

Odin’s First Step

 

Meu amigo Alan para quem quiser seguir no twitter @alanportovieira, é filho de Odin. E hoje ele que precisava papear e sério com seu deus. Este prato foi feito pensando quando Odin sai da Yggdrasil, árvore que lhe dá sabedoria e pisa na terra.

Odin, deus nórdico da sabedoria, guerra e da morte, odin_lnltambém em menor escala da magia, poesia, profecia e caça. Esposo da deusa Frigg, pai de vários deuses com Thor, Baldr, Vidar e Váli. Como deus da guerra, suas filhas as Valquírias recolhem os corpos de guerreiros mortos em batalhas. Conta-se que quando o mundo acabar levará os deuses e os homens para o Ragnarök e lá será morto pelo lobo Fenir e por Vidar que arrancará sua mandíbula.

Odin em busca da sabedoria jogou um olho no poço de Mimir mais não sendo suficiente se  pendurou de cabeça para baixo na árvore Yggdrasil por 9 dias. Quando volta de seu sacrifício, já tem em mãos seu oráculo, as runas. No tarô a carta 12, o Enforcado é a representação de Odin buscando sua sabedoria. Esta carta representa ficar numa situação por comodidade ou impossibilidade.

Alan no momento precisava sair de um marasmo diário por isso pediu terra para sua leitoa feita a maneira Viking. Por isso usamos vários temperos com textura terrosa como gram masala que podem facilmente ser substuidas por noz-moscada, canela e o que sua sensibilidade mandar. E a cerveja como a raiva que move o mundo, para trazer ação para sua vida. Aqui vai a receita elaborada pelo próprio Alan.

Odin’s First Step

Nessa receita a performance é mais importante do que propriamente os ingredientes, que podem mudar a qualquer momento. Não que seja difícil, mas existem alguns preconceitos que devem desaparecer antes (ou durante) seu preparo. Durante milênios de estoicismo incorporado pelo cristianismo nós fomos educados para acreditarmos que a raiva é ruim e que devemos fugir dela. Os wiccanos sabem que qualquer forma de energia existe por algum motivo, sem que se perca tempo com “bom” ou “mal”.

Na verdade a raiva é parte do nosso longo e constante aprendizado nesse planeta. E é isso que nós tentamos buscar com essa receita: aqui você estará se alimentando de sua raiva, digerindo-a, olhando nos olhos dela e compreendendo todos os ensinamentos que ela quer te passar.

Portanto não se prenda aos temperos, mas ao que eles representam. Assim como é em quase toda a culinária mágica.

Ingredientes:

· Paleta de leitoa

· Cerveja forte (nós usamos Cerveja Colorado Índica) 005

· Melado Escuro ou Mel

· Mostarda Djon

· Sal grosso

· Vários temperos (nós usamos harissa, gram masala, páprica picante, gengibre em pó, alho em conserva. Também podem ser usados noz moscada, canela, açafrão em pó, temperos em cascas ou raízes, gengibre normal ou pimenta)

Modo de preparo:

Forre uma assadeira com papel alumínio.

Pegue a paleta de leitoa e, com as mãos limpas, esfregue os vários temperos na peça, um de cada vez, por todos os lados. Demore o tempo que for preciso pra que você entenda sua raiva como algo que deve ser superado e que pode te trazer algum benefício. Coloque na assadeira e despeje a cerveja. Cubra as peças com uma colher de Mostarda Djon, e depois jogue uma colher de melado escuro. Jogue sal grosso e coloque pra assar por 3 ou 4 horas.

terça-feira, 20 de março de 2012

Comemorando Mabon

 

Como uma filha da Deusa Perséfone não poderia deixar esta data em branco. O Mabon é celebrado Green Man autumn na Segunda Colheita que acontece entre a Primeira Colheita, Lammas e o Ano Novo Pagão (Samahain). No Hemisfério Norte é comemorado no dia 22 de setembro e no Hemisfério Sul no dia 20 de Março. Este Sabbat esta ligado aos Deuses Perséfone, Modron e Mabon, o deus celta do amor. Na ocasião, pedimos ajuda aos nossos antepassados e pela cura de doentes. É também um bonito Sabbat em que agradecemos a nossa colheita e bons frutos do nosso ano. Altares e mesas de Outono sempre são amarelinhas. Data propícia para se conhecer profundamente, pois o deus caminha para a morte com sabedoria. Os rituais estão ligados a limpeza, harmonia e mergulho no eu interior. Então, eu e meu amigo Alan (filho de Odin), fizemos um cardápio dos deuses: Salmão ao Molho de Romã. Depois de mais 5 anos, finalmente fiz uma receita para Perséfone, Arroz com 7 grãos, várias linguiças e tomate, sendo em honra a Odin e deuses de Mabon. Para acompanhar Papilote de Cogumelo que harmonizamos com a deliciosa Cerveja Colomba e para sobremesa Ovos de Aveiro.

Salmão a Rapto de Perséfone

Ingredientes:

043· 1 salmão inteiro de 500 gr

· Azeite

· Mel

· Gotas de baunilha (opcional)

· Sal e pimenta moída na hora  

· Endro

Molho de Romã:

· 1 cebola roxa picada

· 2 romãs (só semente)

· 250 ml de vinho tinto

· Mel

· Creme de Leite

· Pimenta moída na hora

· 100 gr manteiga

· Sal

Modo de Preparo:
Tempere a peça inteira de salmão com sal, pimenta, gotas de mel, azeite e endro. Deixe marinar por mais ou menos 1 hora. Sele numa frigideira quente até formar casquinha dos 2 lados. Cozinhe o restante numa assadeira a 180 º C por mais ou menos 15 minutos com papel alumínio cobrindo o salmão. Reserve.


Molho de Romã:
Cozinhe na manteiga com a cebola até ficar transparente. Adicione as sementes de romã, mel e o vinho e ferva até diminuir a metade do caldo. Acrescente o creme de leite e espere diminuir até metade do caldo. Num liquidificador acrescente a manteiga e o sal. Bata bem e se quiser decore com sementes de romã. Consagre o autoconhecimento a Perséfone.

Arroz do Peregrino

039Ingredientes:

· 1 xícara arroz 7 grãos

· 3 xícaras de água

· 2 dentes de alho amassados

· Azeite

· Linguiças (todos os tipos: calabresa, defumada, apimentada, paio).    

· Endro

· ½ xícara de farinha de milho em flocos

· 2 pimentas dedo de moça sem sementes picada

· 10 tomates cereja

· Sal

Modo de Preparo:
Fritar o alho até ficar transparente acrescente o arroz por pouco tempo. Adicione as 3 xícaras de água até ferver, em seguida abaixe o fogo e tampe a panela por mais ou menos 30 minutos. Depois que estiver pronto, desligue o fogo e acrescente a farinha.
Numa outra panela frite as linguiças com a pimenta. Coloque-as no arroz e para decorar adicione tomates amassados rusticamente. Consagre a Deuses de Mabon.

 

Cogumelos Aonde

057 Ingredientes:

· 300 gr de cogumelos (paris ou shiitake)

· 2 dentes de alho picados (se possível também em conserva) 

· 2 pimentas dedo de moça picadas

· Sal

· 1 pelota de manteiga

· Endro

Modo de Preparo:
Lave bem os cogumelos e misture o alho, sal, pimentas e endro. Pegue um papel alumínio e adicione a mistura com uma pelota de manteiga. Feche muito bem e coloque num prato refratário. Deixe no forno a 180 º C por mais ou menos 45 minutos.

 

Que venham novas colheitas e aprendizados!!!!

domingo, 11 de março de 2012

Risoto Acolhedor de Héstia

 

Depois de um longo tempo sem folga.  Logo depois de fazer meus programinhas foodies como Restaurant Week. Fui curtir minha casinha e descansar. Acendi em meu altar uma velinha de chocolate em honhestia3ra a linda Deusa Héstia.

Héstia, filha de Cronos e Réia, Deusa do Lar e das Lareiras. Irmã mais velha de Hera e Deméter. Sendo cortejada por Poseídon e Apolo, jurou se manter virgem sendo admirada por isso. Héstia tem um Templo em Delfos com as virgens Vestais guardando o fogo sagrado. Quando os noivos se casam havia o “Ritual de Héstia”, ou quando alguém se muda para uma casa recém construída ou ainda um forasteiro se muda para uma cidade, assim se consegue proteção naquele novo ambiente.

Em Roma era chamada Vesta e o fogo sagrado era símbolo do Império. Suas sacerdotisas juravam castidade deveriam seguir a Deusa durante trinta anos. Lá a deusa era cultuada por um sacerdote principal, além das Vestais.

"Que Héstia abençoe e proteja nossos lares,

que nunca nos falte o alimento

que o fogo de nossas lareiras se mantenha sempre aceso!"

*fonte: livro Oráculo da Deusa

Esta receita foi feita especialmente com elementos emocionais, o risoto italiano é um “comfort food” por excelência trazendo colinho de mãe, requeijão além de ser muito fácil e barato aquece o coração e o camarão sempre foi ligado ao amor.

A Héstia habita a casa quando sentimos o aconchego do ambiente, algo espiritual. Por isso certos hotéis e pousadas não possuem este fogo acolhedor. Aqui vai uma receita honrado o aconchego do seu lar, onde você estiver:

Risoto Acolhedor de Héstia

Ingredientes:

Caldo:

  • Cascas e cabeças de camarões (se não tiver substitua por cebola ou cenoura)
  • Água

Risoto:

  • 1 colher sopa manteiga
  • 1 colher sopa azeite 022
  • 1 cebola roxa picada
  • 1 ½ xícara de arroz arbóreo 
  • ½ xícara de vinho branco
  • 200 Gr camarão
  • 1 pote de requeijão
  • 1 pelota de manteiga
  • Sal e pimenta

Modo de Preparo:

Caldo:

Cozinhe as cascas de camarão ou se não tiver faça com pedaços de cenoura ou cebola com óleo até dourar. Cobra com a água numa panela funda até borbulhar. Reserve.

Risoto:

Cozinhe o camarão, reserve num recipiente. Na mesma panela cozinhe com o azeite e a manteiga a cebola até ficar transparente. Adicione o arroz arbóreo até cozinhar. Coloque o vinho branco até evaporar. Acrescente o caldo no arroz mexendo sempre por mais ou menos 20 minutos. Quando o arroz ficar al dente, desligue o fogo e adicione o requeijão, a manteiga, camarões, sal e pimenta. Espere uns 5 minutos até ficar na textura. Mexa bem e de preferência sirva em bowls, comendo de colher honrando seu lar, seu lugar de trabalho para que Héstia esteja sempre com você.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Espaguete a Ordem de Sátiros

 

Com esta época de Carnaval, podíamos festejar honrando como deveria ser, com os Deuses que amam a vida. Entre eles tem um dos meus favoritos Pã, deus meio homem meio cabra. Deus dos campos, rebanhos e pastores. Em Roma era conhecido como Lupércio e seu aniversário era festejado em seu Templo Lupercália nos dias 15, 16 e 17 de Fevereiro.

pan Pã é filho do supremo Deus Zeus com sua ama de leite, a cabra Amaltéia. Em uma versão egípcia contasse que Pã estava ao redor do Rio Nilo quando surgiu Tifon, inimigo dos deuses. O fauno se escondeu no rio, ficando a parte superior parecido com uma cabra e o restante ficou no formato aquático. Em sua homenagem Zeus criou a Constelação de Capricórnio.

O grande amor de Pã foi a Syrinx, que para se esconder dele se transformou num bambu. Este ficou tão encantado com o som produzido, que juntou vários bambus ao qual chamou syrinx em honra a ninfa. Mais conhecido como a Flauta de Pã usada para seduzir mocinhas. Quem viu o filme “As Sete Faces do DR. Lau” sabe o que estou dizendo.

Depois de ver a historinha do Rio Nilo coloquei a lagosta que já estava com vontade de oferecer para nosso sátiro. Aliás não se desesperem dá para comprar lagostas em alguns supermercados por uns 30 reais ou troque por camarões. Depois coloquei os matos de sempre, dill e cogumelos. Achei que Pã aceitou aliás foi ele que deu a idéia.

Espaguete a Ordem de Sátiros

Ingredientes:

· Espaguete

· ½ cebola picada

· 1 cauda de lagosta cortada em cubos ou camarão Foto-0004

· Cogumelo Shitake

· Vinho Lambrusco

· Sal e pimenta moída na hora

· Dill fresco picado

· Creme de Leite

Modo de Preparo:

Prepare o espaguete como na embalagem e reserve.

Molho: Cozinhe a cebola até ficar transparente acrescente o cogumelo até a água secar. Em seguida, cozinhe a lagosta até ficar rosada. Adicione o lambrusco tempere com sal e pimenta e finalize com creme de leite e dill até o molho engrossar.

Consagre para o Deus Pã!

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Cozinhando com Freya

 

Amigas bruxas, sou a nova contribuinte de Vassouras & Bruxas. Chamo-me Danusa, em homenagem a Danuza Leão. Trabalho numa livraria e minha magia esta ligada à cozinha. Sou wiccana a mais ou menos uns 10 anos. Há um ano comecei a cozinhar para as Deusas e descobri como fazer a oferenda e o estudo para nosso panteão pagão.

Esta receitinha singela é muito prática e dedicada à Freya e para algumas amigas que estiverem sofrendo por amor. Eu senti que ela aceitou esta humilde oferenda. Aqui vai a historinha de Freya:

FREYA2 (1) Freya, Deusa Nórdica da Dinastia Vanir ligada à sexualidade, sensualidade, fertilidade, amor, beleza, atração, música, flores e luxúria. Filha de Njord e Skade, o deus do mar e irmã de Frey.

Deusa guerreira conhecida por ser líder das Valquírias (condutoras da alma dos mortos em combate). Libertária, tem várias lendas e vários maridos. Em sua representação ela tem uma carruagem conduzida por gatos.

Numa de suas lendas diz que quando procurava seu marido Odur pelo Céu e Terra, suas lágrimas viravam ouro na terra e âmbar no mar. Seu sofrimento por amor representa o crescimento através de uma perda de amor e nos ensina melhoramos para o próximo relacionamento.

Freya tem um colar valioso, o Brisingamen, que ela obteve dormindo com quatro anões. Ela também divide os mortos de guerra com Odin, ele ficando com os homens e ela com as mulheres. Teve também uma suposta paixão por Loki, deus do fogo.

Na receitinha vai cogumelo shimeji que tem a ver com o poder terrestre da deusa do amor e o vinho tinto no fim para mostrar aquele amarguinho que fica no fim de uma relação.

Penne Piccoli Choro de Freya

Ingredientes:

· Penne Piccoli

· 1 cebola roxa

· Óleo de gergelim

· ½ caixa de Shimeji (cogumelos pequenos)002

· 1 colher (sopa) Shoyu

· Sal

· Pimenta moída na hora

· ½ lata de Creme de leite

· ½ xícara de Vinho tinto

Modo de Preparo:

Cozinhe o penne como na embalagem. Reserve.

Molho:

Cozinhe a cebola com o óleo de gergelim até que elas fiquem transparentes. Acrescente os cogumelos e cozinhe até secarem. Em seguida, adicione o shoyu, sal e creme de leite. Quando ficar espesso adicione o vinho e teste o sal. Honre a Deusa Freya.

Que Cerridwen consagre futuras comidinhas!